Trabalhando com Monstros

a

A convivência social é um dos maiores desafios pelo qual passamos em nossa trajetória pessoal e profissional. Socializar pede simpatia e cautela, principalmente, quando trata-se de interagir com os colegas de trabalho, visto que é possível encontrar todos os tipos imagináveis de personalidades e comportamentos.

Você conhece algum tipo de psicopata corporativo? Confira algumas características e identique-os:

  1. Aquele que intimida e ridiculariza de propósito os companheiros de trabalho;
  2. O funcionário impulsivo, superficial ou que não demonstra nenhuma empatia com quem está ao seu redor;
  3. Aquele que abusa de seu charme na tentativa de impressionar chefes e clientes;
  4. O colega que não vê problemas em "empurrar" para os outros a culpa por um projeto que não teve o sucesso esperado, mesmo quando são os únicos responsáveis pela falha.
Pressmaster/ShutterStock Pressmaster/ShutterStock

O fato é que muitos profissionais usam diversas formas de manipulação para ascender em suas carreiras. Homens e mulheres com esse comportamento podem causar problemas na rotina corporativa e por isso devem ser identificados, para que possamos nos proteger do potencial autodestrutivo dos psicopatas. Usando perfis, depoimentos, perguntas frequentes e estudos de casos, o PHD em Psicologia John Clarke apresenta em seu livro, “Trabalhando com Monstros”, estratégias para reconhecer e lidar com os psicopatas corporativos.

O livro de Clarke é imprescindível para evitar prejuízos financeiros e emocionais que a contratação desses funcionários podem causar. Adquira o livro em nosso site e combata os psicopatas corporativos conhecendo (e usando a seu favor) os truques e estratégias usados por eles. http://bit.ly/1iBiLAQ