Sérgio Klein solta o verbo

Oi, pessoal!

O queridíssimo Sérgio Klein me passou um e-mail ontem pra contar sobre essa entrevista que ele deu para a Letícia Lovegood do Destaca Texto. Entre outras coisas ele falou do lançamento do Poderosa 5!

Letícia Lovegood: Sérgio, de onde veio a inspiração para escrever Poderosa?
Sérgio Klein: A inspiração vem de todo canto: de uma conversa, um rosto, um verso… Às vezes, um simples detalhe pode render uma super-história.

L.L: Qual era a reação que você esperava das pessoas quando se deparassem com o cotidiano de Joana Dalva?
S.K: Joana Dalva é uma garota com os anseios, as dúvidas e as alegrias de toda adolescente. A única diferença é o poder de dar vida às palavras: tudo o que ela escreve com a mão esquerda transforma-se em realidade. Mas, se você pensar bem, vai descobrir que todo mundo tem esse poder: cada um, afinal de contas, tem a responsabilidade de escrever a própria história.

L.L: Em quem você se inspirou para fazer a protagonista?
S.K: Nos meus filhos, nos amigos deles e, também, na minha história.

L.L: A vó Nina era a sua avó?
S.K: Vó Nina é uma das personagens com quem tenho mais afinidade. Tenho aprendido muito com ela, sabe? Acho que vó Nina se parece um pouco com a minha avó materna, Natalina, e também com a minha avó paterna, Arlete. Poderosa 2 é dedicado às duas.

L.L: Muitos leitores acreditam que os autores fogem demais da realidade, fazendo que com seus personagens aconteçam coisas que não acontecem no mundo real. O que você pensa sobre isso?
S.K: Acho que o fantástico, o mágico e o maravilhoso podem acontecer todos os dias, bem diante do nosso nariz, mas sempre estamos apressados demais e não temos tempo ou paciência ou calma para enxergar além da realidade.

L.L: Qual é a melhor maneira de começar a escrever um livro?
S.K: Ligar o computador e jogar a imaginação às feras.

L.L: Você se considera um bom escritor?
S.K: Esta eu deixo para você responder.

L.L: Vamos ter um Poderosa 5?
S.K: Joana Dalva é muito exigente e não me dá sossego. Já estou escrevendo o quinto volume da série, que deve sair no segundo semestre.

L.L: E um filme? Poderosa vai para as telonas?
S.K: Os direitos do livro foram adquiridos por duas produtoras. A atriz Ingrid Guimarães e eu escrevemos o roteiro, e o filme deve ser rodado no próximo ano. Para saber mais detalhes, basta entrar no site www.diler.com.br e clicar no link “Filmes em produção”.

L.L: Se hoje, você fosse a padaria comprar pão e Joana Dalva estivesse na fila do caixa, o que você perguntaria a ela?
S.K: Acho que convidaria Joana Dalva a tomar um suco no balcão da padaria. Poderíamos, ainda, dividir um sonho.

L.L: Quem é a pessoa mais confiável na série?( A não ser Joana)
S.K: A maior parte das personagens é confiável. Mas, se eu tivesse de pedir um conselho ou uma dica, acho que procuraria a vó Nina.

L.L: Você agora tem um espaço aberto para falar o que quiser.
S.K: Quero dizer que achei o seu blog muito simpático e fiquei bastante feliz com o convite para essa entrevista. Também adorei o seu nome: você é xará da minha filha!

Só pra lembrar, Sérgio Klein não é só Poderosa. Ele tem vários outros títulos ótimos e é campeão de adoção pelas escolas! Olha só as outras artes dessa figura:

A menina que era uma vez

A menina que era outra vez

Bilboquê - Que bicho é esse?

Cinema, pipoca e piruá

Tempo sem tampa

Tremendo de coragem

Uma janela no espelho