O jeito de ler ou contar história faz diferença?

blog

Para que uma história prenda a atenção é preciso, inicialmente, que lhe desperte a curiosidade. Mas, e o jeito de ler ou contar história faz diferença? A resposta é sim! Conhecer as duas características é essencial antes do primeiro passo à leitura.

Cada detalhe faz a diferença: a entonação, as pausas, a posição do corpo, a maneira de segurar o livro, os comentários que se faz ao lê-lo, é uma soma de habilidade e técnica de comunicação.

Quem lê a história, por sua vez, utiliza palavras que estão já escritas. Embora a entonação seja diferente em cada pessoa, o leitor se mantem fiel ao texto. Já quem conta a história, pode usar palavras diferentes, acrescentar pequenos elementos ao enredo, resumir, dialogar com as pessoas ao seu redor, é uma maneira em que se pode explorar a criatividade.

Entretanto, ambas devem trazer consigo uma dose extra de emoção a leitura para que ela fique atraente. As diferentes entonações são capazes de revelar quem são os personagens bons ou maus, feio ou bonito, gentil ou mal-educado, alegre ou triste, ou seja, uma infinidade de sentimentos.

É uma divertida atividade. Que tal ler ou contar uma história para alguém hoje?

Temos duas sugestões para você começar esta leitura:

011A Raposa Amiga

022
Levino - O peixe contador de histórias.

Fonte: http://paraalmdocuidar-educaoinfantil.blogspot.com.br/ e http://revistaescola.abril.com.br/