Férias de inverno - O que ler?

O mês de julho está aí, e as férias finalmente chegaram! Com o fim dos trabalhos e das provas escolares, agora você tem o tão desejado tempo livre para descansar, passear e colocar a leitura em dia sem peso na consciência.

As férias de inverno são perfeitas para tornar o momento de leitura ainda mais prazeroso, pois reúne tudo que um bom leitor gosta: ficar em casa, embaixo das cobertas, tomando um café ou chá, enquanto lê um bom livro. É o conforto perfeito para a leitura!

Se você tinha planos de viajar nestas férias, mas algo deu errado, aproveite para viajar nos livros! Temos um post especial de Volta ao mundo em 12 livros, no qual você vai poder embarcar em diversas aventuras sem precisar sair de casa.

E, se você tem livros separados na estante, esperando para serem lidos, ou que estão naquela lista de desejos, o período para lê-los é agora! Mas, se você ainda não sabe o que ler ou quer mais opções, selecionamos alguns ótimos títulos para as férias! Confira:

Eu amo New York
Será que fugir do ex-noivo rumo ao destino mais vibrante e inesquecível do planeta pode ser o suficiente para curar um coração partido? Para Angela Clark, a inglesa mais indecisa do mundo... sim!
Com um pouco mais do que um par de sapatos Louboutin e o passaporte, é New York – a cidade onde a vida pulsa de verdade – que Angela escolhe como seu destino de aventuras. E lá encontrará a ajuda da pessoa mais antenada da cidade, Jenny, sua nova melhor amiga.
Indecisa entre dois homens ma-ra-vi-lho-sos, tentada pelas vitrines das lojas mais famosas do mundo e com medo de ter que voltar para Londres, Angela terá que tomar muitas decisões. E o mais importante: ela relata essas experiências para os leitores do blog de uma revista famosa!
A série Eu amo é perfeita para o período de férias! Além de Eu amo New York, a série ainda tem outros 4 títulos: Eu amo Hollywood, Eu amo Paris, Eu amo Las Vegas e Eu amo Londres.

A 5ª Onda
Cassie está sozinha, fugindo dos Outros. Ela vive em uma Terra devastada, onde qualquer pessoa, até mesmo uma criança, pode ser o inimigo. Um inimigo que parece humano, que espreita em todos os lugares, pronto para aniquilar os últimos sobreviventes. Permanecer sozinha é permanecer viva – e Cassie acredita nisso até encontrar Evan Walker. Mas será que ela pode confiar nele? Será que ele pode ajudá-la a resgatar o irmão?
Chegou o momento em que Cassie deve escolher entre a esperança ou o desespero, entre enfrentar os Outros ou se render ao seu destino, entre a vida ou a morte. Entre desistir ou lutar!

1222
A 1222 metros de altitude, um acidente de trem. Uma impiedosa nevasca. Um hotel centenário. E um assassinato!
Uma ex-policial, tão astuta e brilhante quanto sarcástica e antissocial, é a única pessoa capaz de solucionar o mistério da morte de um dos 269 passageiros de um trem descarrilado. Isolados do resto do mundo por causa da neve, uma atmosfera de medo, hostilidade e desconfiança instala-se no hotel onde eles se refugiaram.
Mas Hanne não quer se envolver. Ela sabe que a verdade cobra um preço muito alto. Ao longo dos anos, sua busca por justiça lhe custou o amor de sua vida, sua carreira na polícia de Oslo e a própria mobilidade.
No entanto, encurralada por um assassino, encurralada pela pior nevasca da história, Hanne – e os outros passageiros – não tem saída.
Em uma situação extrema, as máscaras logo caem... E, nesse grupo, muitas pessoas não são o que parecem. Aliando sua capacidade de dedução a seu instinto, Hanne mergulha em um enigma difícil e surpreendente.

A deusa cega
O corpo desfigurado de um traficante de drogas. Um homem coberto de sangue vagando pelas ruas da capital da Noruega. E um advogado criminal de fama obscura assassinado com um tiro.
Três eventos aparentemente isolados instigam o faro apurado de uma investigadora sagaz e irônica, que junto com um colega mergulha em um caso com poucas pistas e muitas perguntas sem respostas.
Em meio a boatos envolvendo advogados e o tráfico de drogas, mensagens codificadas e uma enorme rede de corrupção que pode chegar aos altos escalões do governo, a autora Anne Holt descreve uma teia de crimes e batalhas políticas na qual somente a deusa da Justiça pode se dar ao luxo de ter os olhos vendados.

A sétima morte
Conheça Joe: um sujeito comum, de trinta e poucos anos, que passa seus dias dividido entre um emprego diurno em uma delegacia de polícia e atividades noturnas bastante peculiares. Visto por quase todos como apenas um faxineiro com uma deficiência mental, Joe parece ter total controle sobre a sua vida pacata: ninguém o incomoda, ele não perturba ninguém.
Como Joe vive isolado em seu mundo, é um dos poucos moradores da cidade de Christchurch que não está aterrorizado com a ameaça de um serial killer que já fez sete vítimas e está longe de ser pego. No entanto, por ser muito mais esperto do que prefere aparentar, Joe decidiu “ajudar a lei” e sair em busca do assassino, para que ele seja finalmente punido por seus crimes – talvez até por alguns que não tenha cometido.
Nessa caçada intensa e doentia, Joe vai mergulhar no submundo da cidade e descobrir que todos (inclusive ele) têm segredos que jamais deveriam vir à tona. Mas o que importa de verdade é: o “carniceiro de Christchurch” continuará livre? Suas vítimas vão receber justiça ou o criminoso vai permanecer solto e invisível como um fantasma cruel e sanguinário?

Uma breve história do mundo
É como ver a paisagem pela janela de um trem em movimento, afirma o prof. Geoffrey Blainey, um dos mais aclamados historiadores da atualidade. Em Uma breve história do mundo, o autor faz um balanço da fantástica saga da humanidade, magistralmente compilada desde seus primórdios até os frenéticos dias em que vivemos.
Sem jamais perder o foco, Blainey vai mais além: descreve a geografia das civilizações e analisa o legado de seus povos. O leitor deve se preparar para uma viagem inesquecível: saberá como eram as noites dos primeiros nômades; testemunhará o surgimento das religiões; questionará a carnificina das guerras e acompanhará a ascensão e queda dos grandes impérios.
Uma breve história do mundo vai entrelaçando a história de um povo com a de outro, de modo didático e vibrante. Distante de formalismos, o livro instiga e envolve o leitor página por página, levando-o a conhecer e interpretar melhor os fatos que nos trouxeram aos dias de hoje.