Adeus, China com 20% de desconto - Editora Fundamento

Adeus, China

Em um vilarejo desesperadamente pobre do nordeste da China, um jovem camponês está sentado em sua velha e frágil carteira escolar, mais interessado nos pássaros lá fora do que no Livro Vermelho de Mao e nas nobres palavras nele contidas. Naquele dia, porém, homens estranhos chegam à escola – os delegados culturais de madame Mao. Estão à procura de jovens camponeses que, depois de receberem a formação necessária, possam tornar-se os fiéis guardiães da grande visão de Mao para a China.

O garoto observa um dos colegas ser escolhido e levado para fora da sala. A professora hesita. Deve ou não deve? Quase desiste. Mas, afinal, no último momento, toca no ombro do oficial e aponta o garoto miúdo. "Que tal aquele?", ela pergunta.

Em um único momento, a possibilidade mais remota mudou de modo indescritível o curso da vida de um garoto. Ele faria parte de algumas das maiores companhias de balé do mundo. Um dia seria amigo do presidente e da primeira-dama, de astros do cinema e das pessoas mais influentes dos Estados Unidos. Seria uma estrela: o último bailarino de Mao, o queridinho do ocidente.

Esta é a história de Li Cunxin - uma narrativa que poderia ter desaparecido, como as vidas de outros milhões de camponeses, em meio à revolução e ao caos. É uma história de coragem, de amor de mãe e do anseio por liberdade de um jovem. O relato belo e precioso de uma vida inspiradora contado com honestidade.

RESENHAS



"Adeus, China" em Amiga da leitora
"Adeus, China" em Romances e Leituras
"Adeus, China" em Vagando e Divagando
"Adeus, China" em Sai da minha lente
"Adeus, China" em Olhando por aí

Li Cunxin

Li Cunxin atualmente é diretor de arte do ballet de Queensland em Brisbane, Austrália. A história de como tornou-se o último bailarino de Mao está escrita no livro Adeus, China.

Informações Adicionais

Peso 0.6200
ISBN 9788576761808
Número de páginas 408
Autores Li Cunxin
Caixa alta Não
Indicação etária Não
Pré-venda Indisponível